2 de abril de 2009

LÁGRIMA

La vem ela... no cantinho da janela,

Em apenas um lado...sozinha, mansa, delicada.

Rola mansamente... sem pressa, singela.

Pura como o orvalho das manhãs sem cor,

Rola sem pudor.

Contorna teu rosto que seguro com minhas mãos.

Não tenho coragem de contê-la... é linda,

É de amor... é de amor!

E desce com brilho e glamour

Até tocar, subindo e descendo, teus lábios...

Morrendo nos meus !


by Deppe® - 17/12/2007

Um comentário:

Stella Vives disse...

Linda poesia! Quanta ternura!
Beijos.